02 jul SUITS: o que você pode aprender com a série e o que você não deve levar para o seu ambiente corporativo.

Suits é uma série americana, exibida pela Netflix, que conta o dia a dia de uma equipe composta por profissionais de alta performance, em um escritório de advocacia. Não há dúvida de que é uma ótima série para acompanhar, divertida, ágil, com trama envolvente e tom sarcástico, que deixam a história ainda mais interessante!

Entretanto, apesar do sucesso estrondoso em suas sete temporadas, ganhando vários prêmios, inclusive o de “Melhor Série Dramática em Canal Fechado”, há alguns comportamentos tóxicos retratados nela que não são nada saudáveis para sua empresa.

Entre eles, o fato de a maioria das personagens ser workaholic declarada, defendendo aquele mindset retrógrado de que longas jornadas de trabalho por dia são sinônimo de sucesso.

Dedicar-se ao trabalho é importante, sim! Mas ficar 20 horas trancado num escritório não faz parte de um estilo de vida saudável. É preciso manter equilíbrio e, acima de tudo, saber que, quando você realmente se empenha em dar seu melhor pela empresa, consegue atingir seus resultados com êxito, sem a necessidade de dormir e acordar no escritório.

Em algumas cenas também é possível perceber o próprio sócio da empresa desmoralizar os funcionários desprivilegiados hierarquicamente. Conduta mais do que condenável em qualquer tipo de organização.

Apesar desses comportamentos inadequados, que devem ficar apenas na ficção, há alguns motivos que fazem de Suits uma série boa para todo mundo que é apaixonado pelo mundo corporativo.

Harvey Specter pode ser uma personagem narcisista e arrogante, totalmente o tipo de líder que ninguém quer em sua empresa, porém sua paixão pelo que faz é algo admirável. Além disso, ele sabe fazer marketing pessoal melhor do que ninguém. Tem uma postura de confiança em tudo o que faz e consegue até usar seus defeitos a seu favor. Uma dica valiosa que todo mundo deveria aprender com ele.

Outro ponto importante como líder é que Harvey consegue enxergar o potencial daqueles com quem trabalha, um bom exemplo disso é a escolha que fez ao contratar Mike Ross, sem diploma de Direito, para trabalhar em seu escritório de advocacia. Por mais que essa atitude pareça equivocada, o sócio só o contratou, pois sabia de suas habilidades e conhecimento de leis, e acreditava nele!

Sobre Mike, outra lição que podemos aprender com ele e levar para vida é: acredite que você é capaz. Muitas vezes enfrentamos desafios que de início achamos que não temos a competência necessária para resolver. Mas acreditar no próprio potencial é o primeiro passo para obter sucesso.

Suits ainda fala muito sobre acertos e erros que permeiam muitas organizações, mas, para não dar mais spoilers sobre a série, fica aqui o convite para você assistir e tirar suas conclusões de tudo o que essa trama pode ensinar sobre o mundo corporativo!

Fonte: hsm.com.br